quinta-feira, 17 de junho de 2010

.salmo 30.5

16.Junho.2010
     Hoje escrevo a preto. A ausência de cor com a confusão das emoções que ocupam o meu pequeno corpo (aparentemente, demasiado pequeno para tudo isto) só é descritível em preto. Tudo isto ocupa demasiado espaço, não deixando espaço livre para os meus órgãos, que se debatem e apertam uns contra os outros e, numa luta constante, rejeitam a comida e impedem-me de dormir, sufocando cada inspiração e forçando a saída do pouco ar que me resta. O meu cérebro, como que atingido por um tornado, empurra-se contra o crânio e tenta saír, por algum lado, causando dores capazes de enlouquecer qualquer um. Todo o meu corpo dói, muito. 'O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.' ... a ver vamos.

17.Junho.2010
     Não é certamente esta manhã. O Sol já vai alto e a alegria ainda não chegou. Hoje também escrevo a preto.

4 comentários:

Munnina Mi disse...

Escreves tão bem *.*
beijinhos
Mi*

sing_in_the_storm disse...

noemi... muito obrigada! também escreves? se tens blog, eu não consigo abri-o, manda-me o link sff. beijinho*

Joel disse...

Olá! Já dei com o teu blog. Concordo com a Munnina, escreves bem! Está tudo bem?

Beijinhos.Deus te abençoe!

sing_in_the_storm disse...

agora estou bem, sim. Deus abençoa-me :D muito. e tu, como estás?
God bless you*